quinta-feira, 7 de junho de 2012

Procissão de Corpus Christi

" A Eucaristia deve ser expressão de nosso compromisso cristão de partilhar a vida em comunidade"


Hoje, dia de Corpus Christi, mais um dia de chuva incessante. Uma chuva que já dura uns três dias e segundo a metereologia continuará até amanhã.
Depois de décadas de tradição de enfeitar a rua para a procissão de Corpus Christi, hoje foi impossível concretizar mais um ano da tradição.
A expectativa era grande. Talvez uma pequena aragem fosse suficiente para dar início aos ornamentos. Mas infelizmente, em nenhum momento a chuva cessou e ainda prossegue com sinais promissores de que ainda vai loooonge...
A procissão de Corpus Christi é uma forma de devoção onde demonstramos nossa adoração e crença a Jesus presente com seu corpo e sangue, de forma real no sacramento da Eucaristia.
Muitos ignoram o significado da data e a vêem apenas como mais um feriado onde podem descansar ou viajar. Gostam de admirar os tapetes na rua.
Mas os fiéis católicos, verdadeiros cristãos, sabem exatamente o significado da festa de Corpus Christi e dão seu testemunho de fé e adoração a Jesus Sacramentado com ou sem procissão .
E hoje pudemos constatar essa verdadeira devoção, com a participação em massa de toda comunidade presente na Celebração Eucarística.
Não tivemos a procissão, que para muitos funciona apenas como objeto de admiração, sem espiritualidade alguma. Perdem de vista o essencial que é a fé naquele que é o fundamento da Eucaristia: Cristo que doou sua própria vida pela humanidade.
Por apenas alguns minutos Cristo passeou pelos corredores da igreja, pelas mãos do sacerdote, exposto no ostensório.
À sua passagem, demonstrações de fé, aplausos...
Que toda essa demonstração de fé tenha o sentido de gratidão por um Deus que se doa e se entrega na cruz para ressurgir vitorioso. E que tudo não seja apenas devoção momentânea.
 É preciso que todo esse ritual tenha significado em nossa vida e que assumamos o compromisso cristão de partilhar a vida em comunidade.

2 comentários:

  1. Que pena que choveu! Beijão Edite!

    ResponderExcluir
  2. É realmente uma pena. Todos comprometidos com os arranjos artísticos de rua, e não puderam mostrar sua arte e adoração ao Senhor.
    Mas, como eu disse, para os verdadeiros cristãos a chuva teve sua apreciação e a espiritualidade na igreja não deixou de existir.

    ResponderExcluir