segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Dinâmica para avaliar sua turma de catequese

Esta dinâmica é ótima para ser realizada como avaliação no final do ano de catequese.
 Nossas crianças deverão ser bem orientadas sobre a tarefa a ser realizada e o que lhe é pedido com clareza.

 Avaliar se o catequizando através dos encontros durante o ano é capaz de separar aquilo que melhor lhe completará e poderá servir de guia para seus passos. 
Atentaremos para os seguintes itens:
  • Deus - como o centro de sua vida
  • Bíblia- como guia de ensinamentos de Jesus
  • familiares : a importância deles na vida de cada um
  •  amigos: Todos nós precisamos. " Amigos são pontes que nos ajudam na travessia"
  •  respeito ao próximo:  Valor em decadência nos nossos dias
  •  bons companheiros:  Aqueles que  participam de nossas alegrias , momentos bons vividos juntos
  •  boas leituras : enriquece nosso saber
  •  divertimentos saudáveis: fugir dos vícios
  •  amor: essencial em nossa vida
  •  comunidade: a importância de viver em comunidade
O bom resultado da dinâmica dependerá da habilidade do catequista em saber conduzi-la.
 


O Círculo
 
Objetivo: Dinâmica de Reflexão.

Enviada por: Maria Helena L. de Carvalho


Participantes: Todos os presentes no encontro
Material: Caneta e papel - Texto para reflexão.

Texto: Qual o tamanho do círculo

Quanto da nossa vida é gasto em manter os outros fora dela. Quartos e casas particulares, clubes e escritórios, estradas e praias. Em todos, o objetivo é o mesmo: “isto não é propriedade sua. É minha. É proibido a entrada”.

Naturalmente, num certo sentido, todos têm a necessidade de um círculo que mantenha o mundo à distância.

Todos nós precisamos de lugares e refúgio. Todos nós somos porcos-espinhos e nossos espinhos são menos incômodos se temos um pouco de espaço em volta de nós.

Mas há um outro sentido que um tamanho de um ser humano pode ser medido pelos círculo que ele traça para envolver o mundo. Algumas pessoas são demasiado pequenas para traçar um círculo maior do que elas próprias. A maioria vai um pouco mais longe e inclui suas famílias.

Outras ainda traçam a linha nas bordas de seu grupo social ou partido político, sua própria raça ou cor, sua própria religião ou nação. São muitas as pessoas que possuem a grandeza e interesse e de compaixão para lançar um círculo suficiente grande para envolver a todos.

Quanto maior o círculo, maior a pessoa. E quanto menor o círculo, mais mesquinha é a pessoa. A pessoa forte não tem medo de pessoas diferentes dela, e a pessoa sábia acolhe ela com prazer. Se nada mais sabe, ela sabe que os seres humanos não tem onde viver a não ser na terra, e que se não quisermos morrer juntos, teremos de aprender a viver juntos. Mas a pessoas sábias, provavelmente, também sabe que quando traça um círculo excluindo seu irmão, faz menos mal a seu irmão do que a si mesma. Ela se coloca em reclusão solitária e fecha a porta por dentro.

Nega a si mesma. Empobrece seu espírito, endurece seu coração, atrofia seus sentimentos.

Quando uma pessoa sábia menciona seu irmão, não traça um círculo menor do que já foi traçado na terra. No principio, Deus deu ao mundo sua forma. Ele o fez redondo.

Descrição:

- Distribuir caneta e papel para os participantes.

- Pedir para cada um desenhar um círculo na sua folha.

- Pedir para cada um escrever “o que” ou “quem” colocaria dentro do círculo desenhando na folha, e “o que” ou “quem” colocaria fora do círculo.

- Dar um tempo para cada participante conclua o trabalho.

- Partilhar no próprio grupo o que e quem colocou fora e dentro do círculo respectivamente, como se sentiu em relação à escolha? E outras observações sobre a dinâmica ou o trabalho.

- Ler para todos o texto: “Qual o tamanho do circulo”:


Fonte


Vejam no próximo post:
-:resultado de minha avaliação  de encontros catequéticos

2 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Interessante essa dinâmica. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  2. E teve ótimo resultado com minha turma. Abcs

    ResponderExcluir