terça-feira, 17 de abril de 2012

"Ser Igreja hoje"- encontro catequético para crisma

"Ser Igreja é ser sal da Terra"

Num enconcontro de catequese conversávamos sobre “ o que é a igreja”.
Após alguns minutos de reflexão todos chegaram à conclusão de “ as construções são inúteis sem a igreja viva.”
A igreja é uma reunião de batizados na fé cristã. Um povo formado por aqueles que responderam ao chamado de Jesus. A igreja é o povo de Deus, uma assembléia universal da qual fazem parte  os filhos de Deus em todos os tempos e lugares. Fundada por Jesus Cristo que criou comunidades de discípulos.
 Após a morte e ressurreição de Cristo essas comunidades foram sentindo necessidade de fazer parte de uma realidade maior, congregando todos aqueles que também sentiam necessidade de fazer parte desse povo de Deus. Assim essas comunidades foram se expandindo e precisaram se organizar construindo templos, criando ministérios, estruturas e regras de convivência.
Tudo isso é importante, mas há a necessidade de se distinguir o que são elementos criados pelo homem para melhorar a convivência e o que é a vontade de Jesus Cristo.
É muito difícil ser igreja nos dias de hoje.. A dificuldade está nos apelos do mundo, nos falsos prazeres que infelizmente tem um poder chamativo muito maior que as coisas do Reino.
O mundo fora da Igreja oferece muita tentação e também muita desilusão. A competitividade nos dias de hoje , o desejo de ter sempre mais acaba por levar as pessoas ao individualismo que se manifesta numa atitude de poder , superioridade , centralidade e dominação.
O outro fica sempre em segundo plano. O que vale são os próprios interesses.
Uma das características do individualismo é a autossuficiência. A pessoa esquece-se de Deus. Passa a viver fora das regras. Burla regras sociais de bom viver, desrespeita regras de bom conviver em família e comunidade. 
 Rebeldia e desobediência são os principais motivos de desavenças entre filhos e pais. O desrespeito e a rebeldia geram violência e agressividade, correndo o adolescente grave risco de se tornar um delinquente.
Muitos jovens preferem viver fora da igreja . Tornam-se insensíveis e cegos para a realidade que o cerca. É escravo da ambição e dos vícios.Não se pergunta se os ouros estão bem e não se interessa em ser bom para os outros. Para ele, quem diferencia de seu mundinho particular é um perdedor e portanto   descartável.
O evangelho de Jesus é sempre atual, e todos deveríamos ser capazes de levar a paz , a esperança e o amor àqueles que estão confusos e desesperados. Não só àqueles marginalizados e explorados no mundo de hoje, mas primeiramente dentro de nossas casas. A mensagem cristã tem poder transformador e torna a vida mais bela , justa e saborosa e começa a ser aplicada em casa através da obediência, bons costumes, gentilezas, respeito , compreensão e solidariedade.
Jesus usa a imagem do sal quando diz aos discípulos que “devemos ser o sal da terra”. Com isso queria dizer que como o sal conserva os alimentos,  a  igreja conserva a sua mensagem e  preserva tudo quanto é bom numa sociedade. A Igreja deve fazer a diferença positiva na qualidade e estilo de vida de um povo.
Quando Jesus faz a comparação com o fermento quer dizer que a missão da Igreja é viver em função dos outros e no meio do outros. É ser solidária. A nossa fé não é para ser vivida privadamente, mas é para ser partilhada com a comunidade. Como na massa caseira, a fé da minoria se mistura com a massa da sociedade e a faz crescer.
Enfim, ser igreja é se questionar: Porque muitos jovens não vão à igreja? Porque em minha própria comunidade muitos colegas jovens e adolescentes não sentem o chamado para a prática da fé cristã?
Porque os jovens não se interessam pela igreja? A Igreja está antiquada e é só para os velhos?
Os jovens tem muita responsabilidade nessa situação. É mais fácil a opção pelo lado divertido da vida e a recusa à disciplina e sacrifícios. A falta de valores e horizontes incertos ainda são características dos jovens.
Mas olhando pelo lado oposto temos visto também uma melhor valorização do jovem pela igreja. A igreja atualmente tem tido como um dos seus objetivos o aproximar-se dos jovens, através de movimentos como a "Jornada Mundial da Juventude" e para o próximo mês aqui em nossa diocese “a Jornada Diocesana da Juventude”.
Há um grande esforço da Igreja em se chegar aos jovens através da catequese renovada que aplicamos hoje, guiados pelo Diretório Nacional de Catequese.Uma catequese para a transformação da sociedade.
Os jovens devem estar abertos a essa nova acolhida da Igreja, acolhendo também e partilhando suas experiência com quem ainda não as vivenciou.
A exemplo de Cristo que vai às aldeias para anunciar a boa notícia do Reino, abramos as portas aos jovens e a toda sociedade e que possamos um dia estar todos reunidos nos braços do mesmo Pai.

"A nossa fé não é para ser vivida privadamente, mas é para ser partilhada"


2 comentários:

  1. Navegando por aí, cheguei aqui e amei os eu blog.
    Seus post e suas artes.
    Que lindas as suas caixinhas.
    Que Jesus a abençoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada querida. Volte sempre. Abcs

      Excluir